CONFRARIA • Filhos & Amigos de Arapiraca

NOTÍCIAS

13 de Jun de 2018 as 10:30

Cinquenta cidades em Alagoas podem ter surto de dengue, zika e chikungunya

Além das cidades em situação de risco, a pesquisa apontou que Maceió está em alerta

O novo Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) 50 cidades alagoanas apresentaram um alto índice de infestação, com risco de surto para dengue, zika e chikungunya.

Além das cidades em situação de risco, a pesquisa apontou que Maceió está em alerta. O Ministério da Saúde alertou para a necessidade de intensificar as ações de combate ao Aedes aegypti, mesmo durante o outono e inverno, em todo o país.

Na lista dos municípios com risco estão Coité do Nóia, Japaratinga, Teotônio Vilela, Satuba, Ouro Branco, Arapiraca, Major Izidoro, Estrela de Alagoas, Craíbas, Igaci, Taquarana e Jaramataia.

Casos de dengue, zika e chikungunya

Em 2018, até 21 de abril, foram notificados 101.863 casos prováveis de dengue em todo o país, uma redução de 20% em relação ao mesmo período de 2017 (128.730). Também houve queda expressiva no número de óbitos. A redução foi de 44%, passando de 72 em 2017 para 40 em 2018.

Em relação à chikungunya, foram registrados 29.675 casos prováveis de febre chikungunya. A redução é de 65% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 86.568 casos. Em 2018, houve 4 óbitos confirmados laboratorialmente. Em 2017, no mesmo período, foram 83 mortes.

Também foram registrados 2.985 casos prováveis de Zika em todo país, uma redução de 70% em relação ao mesmo período de 2017 (10.286). Neste ano, foi registrado um óbito pela doença.