CONFRARIA • Filhos & Amigos de Arapiraca

NOTÍCIAS

13 de Jun de 2018 as 20:30

Mudanças nas regras para 2019 podem parar atualizações de equipes da F1

Ajustes incluem novos conceitos de asa dianteira e traseira. Equipes perceberam que haverá pouco tempo para modificações de peças 

As equipes da Fórmula 1 enfrentam a necessidade de dividir seus programas de desenvolvimento, uma vez que as regras para 2019 terão um grande impacto nos futuros projetos.

Os chefes da F1 e da FIA já programam fazer uma série de mudanças para ajudar os carros a andarem mais próximos no ano que vem. Os ajustes incluem novos conceitos de asa dianteira e traseira, além de outros detalhes.

Embora as mudanças pareçam ser muito pequenas, as equipes perceberam que haverá pouco tempo para modificações de peças, de seus projetos de 2018 para 2019. Isso resultará, em alguns times, a mudança de foco para o próximo ano, deixando os projetos atuais em segundo plano.

Nick Chester, diretor técnico da Renault, disse: "Ficou um pouco mais difícil porque se tivéssemos ficado com as mesmas regras poderíamos ter continuado desenvolvendo o carro de 2018 e iria ser muito semelhante ao de 2019. Agora existe uma divisão bem definida. Qualquer trabalho que seja feito em 2018 não vai avançar para o ano que vem".

Assim como as mudanças aerodinâmicas causam uma mudança de abordagem para as asas, o aumento na concessão de combustível, para o próximo ano, também forçará as equipes a construírem chassis totalmente novos - algo que a Force India originalmente planejava não fazer.

"Com certeza as mudanças foram muito maiores do que esperávamos há um mês. Nem pensávamos em 2019 anteriormente, porque seria uma continuação dos regulamentos atuais", disse Andy Green, diretor técnico da Force India.

Green já antecipa que o desenvolvimento dos carros de 2018 será parado, em grande parte, no meio da temporada: "Assim que chegarmos ao fechamento do verão europeu (por volta do final de agosto), provavelmente teremos mais uma atualização e será isso. Eu acho que será o mesmo para algumas equipes, não apenas para nós", revelou o diretor técnico.