CONFRARIA • Filhos & Amigos de Arapiraca

NOTÍCIAS

30 de Mai de 2020 as 18:00

Condomínios construídos bloqueiam acesso de moradores à praia

Moradores do bairro Guaxuma, Litoral Norte de Maceió, reclamam de acesso bloqueado à praia. Segundo eles, seria a única entrada, mas foi fechada há cerca de um ano com a construção de dois residenciais próximos ao local.

“O outro local que temos acesso fica muito distante. É praticamente o bairro inteiro. O acesso atual é próximo ao viaduto de Jacarecica ou lá próximo ao Sesc. Os líderes comunitários fizeram uma reclamação formal na Prefeitura e no Ministério Público Estadual, mas não tiveram nenhum retorno durante todo esse tempo. Também tentamos contato com um homem que informaram ser o dono do terreno, mas até hoje nada de respostas”, reclama Willians Douglas do Nascimento, um dos diretores da Associação comunitária e morador do bairro Guaxuma.

O também morador da região, Miqueias Xavier relata que o problema não é resolvido. E diz que os moradores do bairro são esquecidos. “Muitas ruas sem saneamento básico. Até nossa entrada para a praia foi bloqueada com a construção dos prédios, agora fazemos uma boa caminhada para ir à praia”, conta denunciando que o esgoto a céu aberto mostrado pela reportagem da Tribuna Independente, no dia 10 de abril, continua sem solução. “Tem umas obras por aqui, mas nada de resolverem o problema desse esgoto”, denuncia.

Segundo os moradores, o fechamento teve início com as obras dos residenciais Gran Marine e Paradise. A reportagem tentou contato via telefone com as construtoras, mas não obteve retorno.

Fábio Santos da Conceição, outro líder comunitário do bairro, diz que a obra da V2 foi concluída o ano passado e assim fizeram o fechamento. “Já tem um ano que estamos sem esse acesso. Assim que eles concluíram a primeira parte da obra eles fecharam. O único acesso que tínhamos era esse á 26 anos. Ou seja, desde que eles compraram o terreno ficamos sem a entrada.  Ficou uma área privada/restrita. Hoje, temos que ir até a entrada do Sesc Guaxuma, mas que só fica aberta durante o dia porque durante à noite esta rua fica fechada e não entra ninguém”.

ACESSO

De acordo com Douglas, antes eram gastos no máximo cinco minutos para se chegar à praia. E agora, o tempo passa dos 20 minutos. Além disso, ele lembra que a entrada não era unicamente para os moradores do bairro e região. Iam pessoas de diversos bairros como o Benedito Bentes, por exemplo, que chegam e se deparar com o portão fechado e as placas.

“Temos que percorrer uma distância bem maior, praticamente na entrada do bairro vizinho. Aqui não era apenas o acesso à praia. Era por aqui que os pescadores entravam para trabalhar. Era por aqui que os jovens iam ter seu momento de lazer. E complica até para caso aconteça um afogamento na área. Pois, a entrada e saída era essa”, fala Douglas.

Em nota, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (Sedet) disse que os acessos apresentados pelos moradores estão em terrenos privados e foram fechados em função da construção dos empreendimentos, que se encontram regularizados junto ao Município. Informando que o órgão já preparou o projeto urbanístico que prevê a abertura de 33 acessos públicos à praia em toda a extensão do Litoral Norte, com distância de 500 metros entre eles, conforme definido pelo Decreto 6.863/2008, que define o plano de acesso viário às praias do Litoral Norte. Na região de Guaxuma, a Prefeitura de Maceió aguarda definição do Governo do Estado quanto ao traçado das obras de duplicação da AL-101 Norte, no trecho em frente à saída da Ecovia Norte, onde será construído um dos acessos à praia.