CONFRARIA • Filhos & Amigos de Arapiraca

NOTÍCIAS

12 de Jun de 2020 as 23:59

Arapiraca vive um pesadelo com mortes provocadas pelo covid-19

Sem máscaras no rosto, com o equipamento de proteção individual abaixo do nariz ou no pescoço. Os flagrantes do desprezo por uma das regras que podem significar entre estar vivo ou morrer por Covid-19 estão nas ruas de Arapiraca.

No centro comercial da metrópole do Agreste alagoano, o jornalista Roberto Baía nem precisou de muito tempo para registrar as imagens feitas nesta quarta-feira, 10, data em que o boletim epidemiológico da prefeitura de Arapiraca contabiliza 42 óbitos, 1.382 casos confirmados da doença e ainda 1.011 em investigação.

Com taxa de incidência por Covid-19 em 416,4 (para cada 100 mil habitantes), o município chora a perda de pessoas que ignoram como se proteger corretamente do Novo Coronavírus e também dos que trabalham para combater a pandemia, entre eles o médico Marden Pires Cavalcante, profissional que atuava no Hospital de Emergência Daniel Houly.

A assistente social Iza Castro, que atuava na gestão do Memorial Djacy Barbosa, o antigo Hospital Afra Barbosa, também não resistiu ao vírus que já matou 660 pessoas em Alagoas até esta quarta-feira, 10.

O medo que se vê nas redes sociais também gera fake news, a exemplo da morte do empresário Gilberto Rios (Farmácia Nacional) havia falecido. O Jornal de Arapiraca obteve acesso a um aúdio onde Gilberto Júnior, filho do empresário arapiraquense, informa que a realização de hemodiálise pelo pai e que sua mãe sente apenas dores nas costas e reage bem, informações passadas à redação às 18h30.

Por conta de sua importância e localização, Arapiraca está recebendo um hospital de campanha do governo estadual, unidade para triagem de Covid-19 que funcionará no Ginásio de Esportes João Paulo II.

Por sua vez, a Prefeitura de Arapiraca mobiliza a Secretaria Municipal de Saúde e recorre a ferramentas digitais para orientar a população, uma delas desenvolvida pelo campus Ifal Arapiraca, a plataforma Saúde Em Casa.

 O serviço auxilia o monitoramento de paciente notificado como suspeito ou positivo para Covid-19 e está integrado à Central Unificada de Monitoramento da prefeitura. A gestão de Rogério Teófilo também disponibiliza o envio de mensagens por SMS para evitar saídas desnecessárias de casa por pessoas à procura de atendimento nos centros e unidades básicas de saúde. Para ter acesso, o usuário deve recorrer ao agente de saúde para se cadastrar.