CONFRARIA • Filhos & Amigos de Arapiraca

NOTÍCIAS

15 de Setembro de 2020 as 14:00

Aluna de engenharia florestal da Ufal conquista 1º lugar em mestrado na USP

A aprovação em primeiro lugar na seleção de mestrado do Programa de Pós-graduação em Recursos Florestais, subárea de Celulose e Biorrefinaria, da Universidade de São Paulo (USP),  é a mais recente vitória da jovem Andreza Rafaella Carneiro da Silva dos Santos, egressa do curso de Engenharia Florestal do Campus de Engenharias e Ciências Agrárias (Ceca) da Universidade Federal de Alagoas. O excepcional desempenho durante a graduação, possibilitou a jovem fazer a abreviação da duração do curso, destacando-a também dentro da Universidade.

Tendo como base uma Resolução do Comitê de Ética e Pesquisa, dotado de rigorosos critérios, o processo que levou à abreviação do curso de Engenharia Florestal da aluna Andreza Rafaella foi minucioso, com consultas a várias instâncias da universidade, a exemplo de Colegiado de Curso, Conselho do Campus, Câmara Acadêmica e Conselho Universitário (Consuni). “Para nós, foi uma grande alegria, pois conhecíamos de perto a trajetória de sucesso dela e sabíamos que ela merecia isso. Coroando essa trajetória , ela foi selecionada, em primeiro lugar, para o mestrado na USP”, comemora o diretor do Ceca, Gaus Silvestre.

Andreza foi bolsista do Programa Institucional Pró-graduando e estava cursando o décimo período. Diferentemente da maioria dos cursos, cujo Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e Estágio selam a finalização, Engenharia Florestal tem na grade curricular também outras disciplinas para conclusão. A seleção no programa de pós-graduação impulsionou a abreviação da duração do curso. Andreza explica: “ a aprovação no mestrado foi o ponta-pé para eu dar início ao processo de abreviação do curso. Quando eu pensei em tentar a seleção na USP, estava claro que eu iria concluir meu curso em julho, de acordo com o calendário. Fiz a inscrição para seleção em fevereiro, porém, em março, tivemos a notícia da covid-19 no Brasil, isolamento social e a definição da suspensão do calendário. A seleção do mestrado fiz em maio e ao tempo em que comemorei a aprovação, fiquei  com muito receio de não poder cursar. Foi então que a minha orientadora Vânia Aparecida de Sá, informou-me sobre a possibilidade de eu tentar a abreviação da duração do curso, o que consegui  por atender aos critérios estabelecidos na Resolução da Ufal”, frisa.

Na comprovação do bom desempenho destacam-se o bom rendimento curricular, participação em projetos de iniciação científica e de extensão, publicação  de artigos em revistas científicas, monitoria, assim como participação em congressos, apresentação de trabalhos e organização de eventos importantes do  curso de graduação e da universidade. “No processo de abreviação do curso eu sou extremamente grata a todos que estiveram ao meu lado, especialmente a minha orientadora Vânia de Sá, o coordenador do curso Pagel Floriano e o diretor do Ceca Gaus Silvestre”, acrescenta Andreza. O TCC intitulado de  Avaliação tecnológica na seleção de clones de Eucalyptus para a indústria celulósica, foi defendido no dia 30 de julho.

Oriunda do município de São Miguel do Campos, de onde nunca saiu, mesmo estudando no Campus Ceca (Rio Largo), a trajetória de vida e de formação escolar de Andreza sempre foi marcada por inúmeros desafios. Mas a determinação e a vontade de vencer, pela convicção de que a educação faz a transformação social, estiveram sempre presentes na realidade de vida da jovem. A dedicação aos estudos e o acesso ao ensino público fizeram o diferencial  e trouxeram mudanças fundamentais em sua vida:

“Na minha família não tivemos exemplos profissionais seguidos pelos estudos. A busca pela melhoria de vida e estudo partiu apenas de mim, sendo destaque de turma e na escola. Mas claro, tudo aconteceu aos poucos e com muita luta e vontade de chegar mais longe”, diz a  jovem. Andreza tem um irmão, já casado, e ambos foram criados apenas pela mãe, dona Lusinete Carneiro, com quem continua morando até se mudar para São Paulo. A mãe trabalha de forma autônoma e custeia as despesas de casa vendendo lanches, com pequeno negócio funcionando na própria residência.

Mesmo com a excelente aprovação numa da mais referenciadas universidades do país e da América Latina, a USP, a realidade de desafios que permeiam sua vida, mais uma vez foi trazida à tona, porque só haveria possibilidade de concretizar o grande sonho de mais uma etapa de sua formação, se tivesse direito à bolsa, para o suporte financeiro às rotineiras despesas. Pela conquista do  primeiro lugar na seleção teve direito a uma bolsa da Capes.

“Ser aprovada num mestrado na USP é um grande sonho para muita gente, assim como para mim também. Esperei com muita expectativa e apreensão o resultado da seleção. Enquanto para muitas pessoas a aprovação é apenas a garantia de certeza de fazer o curso, para mim isto só seria possível com bolsa para  minha manutenção. Comemorei muito o meu êxito e graças a Deus valeu todo o meu esforço”, diz a jovem emocionada.

O mestrado  teve início nesta  segunda-feira, 31, e devido à pandemia o curso este semestre transcorrerá on-line. As aulas presenciais estão programadas para o primeiro semestre de 2021. A bolsa da Capes, no valor de R$ 1.500, será destinada às despesas de manutenção, como a de moradia, que dividirá com mais três alunas da pós-graduação de diferentes estados.

Ensino superior e oportunidades

Em São Miguel dos Campos Andreza fez o Ensino Fundamental I e II, respectivamente na Escola Municipal Luzinete e Lindalva Jatobá e o Ensino Médio na Escola Estadual Tarcísio Soares Palmeira. A convivência da jovem mestranda com a Ufal começou em 2014, quando foi aluna do Cursinho Pré-Vestibular Conexões de Saberes, dando início a sua dupla jornada no terceiro ano do ensino médio . Todas as noites ela se deslocava de sua cidade para as aulas no Campus A. C. Simões e como transporte utilizava o ônibus de estudantes mantido pela prefeitura de seu município. Aproveita para destacar a importância desse programa para o aprendizado e acesso à universidade pública.

“Eu não tinha condições de pagar isoladas ou cursinhos particulares de pré-vestibulares e o Conexões de Saberes foi uma grande oportunidade para mim. Foi muito importante para que eu obtivesse bons resultados no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).  Então,  antes mesmo de eu ingressar na Ufal, eu já usufruía  dos programas da universidade”, diz reconhecendo a importância da instituição alagoana em sua trajetória de conquistas e de sucesso.

Ela complementa que, mesmo identificada com disciplinas de cálculos, biologia e meio ambiente, o Conexões também foi importante para a escolha do curso de graduação: “Pensei em algumas opções como Biologia  e Engenharia  Florestal, este então, um curso novo em Alagoas. O programa pré-universitário me proporcionou uma maior vivência  na Engenharia Florestal  e por meio dele  obtive oportunidade  de conhecimento e um maior contato com a universidade. O incentivo das pessoas mostrando a riqueza e a importância do curso, além de muitas pesquisas, contribuíram muito para que eu escolhesse a Engenharia Florestal como profissão”, enfatiza.

Andreza ingressou na Ufal pelo sistema de cotas e pela dinâmica vida acadêmica passava a maior parte na universidade, muitas vezes só retornando para casa, à noite: “Acordava todos dias  às 4h30 para pegar o ônibus às 5h30 para as aulas no Ceca e retornava  às 19h. Nos dias das aulas de inglês, pelo Programa Casa de Cultura do Campus, eu chegava em casa por volta das 23h”, relembra com orgulho a obstinação para o alcance dos objetivos.

Sobre a mudança de sua cidade natal para um grande estado, como São Paulo, mesmo se constituindo em mais um desafio, e passar a viver longe da família e do namorado, Andreza encara essa nova etapa como mais uma oportunidade de conhecimento e de ascensão em sua carreira.

“Entrei na universidade com uma visão e hoje possuo outra. Evoluí e apesar dos desafios sigo tentando superar as dificuldades. Tive muitas oportunidades durante a graduação que me oportunizaram aprendizado, conhecimento e amadurecimento. Uma experiência de vida e de formação antes mesmo do ingresso no curso superior. Por meio de programas, iniciando no pré-vestibular e na graduação com a obtenção de bolsas e todo o suporte para atividades importantes no processo de formação. Um agradecimento especial ao corpo docente do Ceca por me proporcionar conhecimento e apoio para vencer os obstáculos e seguir adiante”, diz emocionada.

Perguntada sobre o que tem a dizer para jovens que como ela, lutam para o alcance dos objetivos, Andreza reforça que a mudança da sociedade começa pela educação. “É preciso muita força de vontade e dedicação para que haja uma vitória com total mérito. É preciso dividir os próprios objetivos para se deliciar com pequenas vitórias de tempo em tempo, mas sempre almeje mais, ser melhor ´- não que o outro. Melhor que você mesmo. Crie um sonho e siga-o até o fim. Mire na lua e se não acertar estará entre as estrelas”, estimula a experiente e destemida  jovem, colecionadora de êxitos profissionais e pessoais.