Brasileiro gasta 16% do salário anual com ovo

Frito, mexido, cozido, omelete e muito mais: além de ser um alimento tradicional na mesa da população mundo afora, o ovo também permite que a culinária aproveite diferentes e diversas receitas. Tendo isso em mente, o CUPONATION, plataforma de descontos online, levantou a média do valor do produto pelo mundo e o aumento do consumo no Brasil.

Devido ao aumento do preço da carne, o consumo de ovo no Brasil cresce de forma exponencial há anos: em 2010, os brasileiros degustavam em média 148 ovos anualmente, pulando para 251 unidades em 2020. Em 2021, esse número cresceu para 255, batendo recorde no país, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal.

Conforme uma pesquisa produzida pelo banco internacional de dados global Numbeo, o Brasil está no ranking do ovo mais caro do continente americano, com base na caixa com 12 unidades. O território brasileiro ocupa a 16º posição, em que os cidadãos necessitam desembolsar em média R$8,66 pelo produto.

Levando em conta que uma pessoa come apenas as 12 unidades de ovo por mês, a plataforma de descontos online registrou que cada brasileiro compra cerca de 22 caixas de ovos ao longo do ano, gastando R$190,52 durante esse período com a comida – ou 15,87% do salário mínimo, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Supondo que um indivíduo consuma 1 ovo por dia ao invés de 12 unidades mensais, o investimento seria de pelo menos 3 caixas. Comparando esse dado, o brasileiro gastaria 2,17% da remuneração por mês com ovo.

Sabendo que se tornou o alimento que mais frequenta a mesa do brasileiro devido ao aumento do preço da carne e o desemprego em massa causado pela pandemia, vale lembrar que se é consumido mais de 1 ovo por dia, essa porcentagem dobra.

De volta ao levantamento inicial, a caribenha Trindade e Tobago cobra por volta de R$17,40 pela caixa de ovos, sendo a nação que mais lucra com o produto e estando na primeira posição. Canadá e Porto Rico ocupam os segundo e terceiro lugares do ranking. Confira a pesquisa completa no infográfico interativo do CUPONATION.

Afunilando a lista das 21 nações apresentadas, foi registrado que 9 países são da América do Sul. Com o filtro, o Brasil se encontra em 5º lugar no ranking do ovo mais caro – ficando atrás somente do Chile, Uruguai, Equador e Venezuela.

Publicidade