Em sete meses, Casa de Direitos de Arapiraca realiza mais de 9 mil atendimentos

A Casa de Direitos de Arapiraca, equipamento da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), completou, nesta semana, sete meses de funcionamento, somando mais de nove mil atendimentos prestados à população. O relatório de gestão foi apresentado nesta quarta-feira (30) com a presença do titular da Seprev, Kelmann Vieira.

Compreendendo Arapiraca e mais 13 municípios da região Agreste, a Casa de Direitos oferta serviços como Emissão de RGs, 1ª e 2ª vias de CPF, Mediação de Conflitos, Consulta Processual, Orientações Jurídicas, Atendimento do Tribunal de Justiça de Alagoas, da Defensoria Pública Estadual, do Núcleo de Atendimento à Crianças e Adolescentes Vítimas de Violência (NACAVV), do Núcleo de Atendimento à Pessoa Idosa (NAPI), do Núcleo de Atendimento à Mulher Vítima de Violência (NAMVV) dentre outros.

“Abrimos as portas ao público no mês de setembro e de lá para cá a Casa de Direitos de Arapiraca tem se tornado referência no que se refere a serviços de promoção da cidadania e ações de prevenção à violência. Aqui a população encontra um leque de serviços essenciais e profissionais qualificados para entregar à população um atendimento completo”, afirma o coordenador a Casa de Direitos de Arapiraca, Thomas Arthur.

O relatório apresentado nesta quarta-feira destacou também os mutirões para emissão de documentos, que contemplaram centenas de pessoas, e as ações externas realizadas pelas equipes técnicas em Arapiraca e em municípios como Feira Grande, Coité do Nóia, Olho D’água do Casado, Campo Grande, além de povoados circunvizinhos.

“A implantação da Casa de Direitos aqui em Arapiraca integra o cronograma da Seprev de interiorização de seus serviços. Com isso estamos aproximando o Estado da população e beneficiando principalmente as pessoas que mais precisam dessa atenção”, disse o coordenador.

Para Kelmann Vieira, o número de atendimentos superou as expectativas, o que demonstra que a população do Agreste tem aprovado os serviços oferecidos pela Casa de Direitos.

“Grande parte dessas demandas são voltadas para um público de grande vulnerabilidade social, pessoas que vivem em locais que muitas vezes não oferecem esse tipo de serviço. A Casa de Direitos vem para melhorar a vida dessas pessoas. Eu, arapiraquense de nascença, fico particularmente muito feliz com estes resultados da Casa de Direitos de Arapiraca, que representa um avanço significativo na atenção do Estado à população aqui do Agreste”, afirmou.

Nesta quarta-feira (30), o secretário Kelmann Vieira aproveitou ainda para entregar um veículo novo para atender o Núcleo de Atendimento à Mulher Vítima de Violência (NAMVV).

Publicidade