AMA confirma participação no maior evento municipalista da América Latina

Presença confirmada na XXIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, a comitiva organizada pela Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) tem a tradição de reunir prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e membros da gestão municipal das quatro regiões do Estado. O maior evento municipalista da América Latina já conta com três mil inscritos. O Estado de Minas Gerais conta com o maior número de inscritos, com 464 participantes. Logo após, Rio Grande do Sul, com 272 inscritos, e Santa Catarina, com 242 participantes. As vagas são limitadas.

Na programação, o participante vai conferir plenárias que têm como objetivo orientar nas mais diversas demandas da gestão local. Neste ano, a tradicional participação dos presidenciáveis que vão apresentar propostas e responder a questionamentos dos gestores municipais. Também serão apresentadas pautas de interesse da ges tão municipal, além de ter espaço para o Movimento Mulheres Municipalistas (MMM), Fórum de Vereadores, plenária com a participação dos órgãos de controle, entre outros momentos fundamentais para a gestão local.

O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, reforçou a importância da participação dos gestores neste momento. “Somente unidos poderemos progredir e poderemos, talvez, ter um pouco mais de fôlego para sustentar tudo o que é passado aos Municípios. É hora da nossa reação, de uma grande Marcha”, disse.

Inscrições

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site oficial da Marcha. Municípios contribuintes e em dia com a CNM têm direito à inscrição gratuita do prefeito e desconto para os outros participantes pela prefeitura. As inscrições serão homologadas automaticamente após pagamento do boleto, tendo desconto na inscrição realizada até o dia 8 de abril.

No portal oficial você também encontra as medidas adotadas para o evento devido à pandemia causada pela Covid-19. Entre elas, a apresentação obrigatória, na entrada, de comprovante de vacinação contra Covid-19 (versão física ou on-line) completo, minimamente com duas doses ou dose única.

Publicidade