Sistema Coletivo do Agreste volta a operar com vazão normal de trabalho

O Sistema Coletivo do Agreste voltou a operar com capacidade total na noite dessa terça-feira (5). É que a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) e a empresa parceira Agreste Saneamento substituíram o conjunto motobomba que havia, na última sexta-feira (1), apresentado defeito na Estação de Captação Morro do Gaia.

Com a vazão de trabalho normalizada, o fornecimento de água entrou em fase de regularização nos municípios atendidos pelo Sistema. São eles: São Brás, Olho D’água Grande, Campo Grande, Feira Grande, Lagoa da Canoa, Girau do Ponciano e Coité do Nóia. O sistema atende também aos bairros da região baixa de Arapiraca

A normalização do serviço, explicou a gerente da Unidade de Negócio Agreste da Casal, Maria Aparecida Torres, deverá ocorrer de forma gradativa, visto que depende da pressurização da água nas adutoras e redes de distribuição. Desse modo, a previsão é de que o abastecimento leve até cinco dias para se regularizar nas áreas mais afastadas, as chamadas pontas de rede, e também nas comunidades rurais desses municípios.

Foi informado ainda que as motobombas defeituosas passam por manutenção corretiva, efetuada pela Agreste Saneamento. Elas deverão ser reinstaladas num momento futuro, após a conclusão dos reparos.

Publicidade