Vendas no varejo em Alagoas crescem 1,4% em fevereiro, segunda alta consecutiva

O volume de vendas do comércio varejista cresceu 1,4% em Alagoas no mês de fevereiro. Essa foi a segunda variação positiva em sequência, uma vez que janeiro também foi de alta (3,4%). As informações são da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada nesta quarta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em relação a fevereiro de 2021, as vendas no varejo também cresceram 1,4% em Alagoas. Nos últimos 12 meses, houve leve variação (0,3%).

No Brasil, o volume de vendas do comércio varejista no país cresceu 1,1% em fevereiro, na comparação com o mês anterior (2,1%), segunda alta consecutiva. Com isso, o setor está 1,2% acima do patamar pré-pandemia, e 4,9% abaixo do pico da série (outubro de 2020). No ano, o varejo acumula variação de -0,1%. Já nos últimos 12 meses, cresceu 1,7%.

 “O que segurava a atividade era o mercado de livros didáticos, que foi bastante afetado pela pandemia com o ensino online e a migração do material impresso para o meio digital. Ocorre que no início deste ano houve uma retomada relacionada, principalmente, com os grandes contratos de livros didáticos. Esse avanço, porém, não foi suficiente para recuperar os níveis anteriores, já que algumas atividades didáticas continuam no ambiente online”, comentou o gerente da pesquisa, Cristiano Santos, analisando o panorama nacional.

Vendas no comércio varejista ampliado crescem 2,9% em Alagoas

Em Alagoas, o volume de vendas do comércio varejista ampliado, que integra também as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, registrou alta de 2,9% em fevereiro. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a alta foi de 2,5%. Nos últimos 12 meses, o comércio varejista ampliado cresceu 5%. 

Vendas crescem em quase todas as unidades da federação

Na comparação com janeiro, o volume de vendas do comércio varejista foi positivo em 26 das 27 unidades da federação, com destaque para Amapá (8,0%), Rondônia (8,0%) e Acre (5,9%). Somente Tocantins teve resultado negativo (-3,7%).

Já frente a fevereiro de 2021, o varejo teve resultados positivos em 18 unidades da federação, principalmente Amazonas (21,5%), Roraima (17,8%) e Acre (16,5%). No campo negativo, estão nove unidades da federação, entre elas, Pernambuco (-7,7%), Sergipe (-7,0%) e Piauí (-5,0%).

Sobre a pesquisa

A Pesquisa Mensal de Comércio produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do comércio varejista no país e traz resultados mensais da variação do volume e receita nominal de vendas para o comércio varejista e comércio varejista ampliado (automóveis e materiais de construção) para o Brasil e unidades da federação. A técnica de coleta é o – Questionário eletrônico autopreenchido (Casi) e a Entrevista pessoal com questionário em papel (Papi).

Publicidade