Após 2 anos, MST voltará a realizar Feira da Reforma Agrária em Maceió em 2022

Com a retomada das possibilidades das ações presenciais em 2022, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) já está se preparando para a volta da Feira da Reforma Agrária na capital alagoana. A já tradicional atividade do MST em Maceió está prevista para acontecer entre os dias 7 e 10 de setembro.

Esta será a 21ª edição da Feira realizada anualmente pelo Movimento que, desde sua primeira realização, acontece na Praça Afrânio Jorge, conhecida como Praça da Faculdade, no bairro do Prado, próximo ao Centro de Maceió. A Feira se consolida como a mais antiga realizada pelo MST em todo o país e já está presente no calendário das famílias acampadas e assentadas da Reforma Agrária, como também da população maceioense.

“Nossa ocupação na Praça através da Feira da Reforma Agrária materializa o resultado de nossas lutas, através da partilha de saberes, da cultura e principalmente pela produção de alimentos saudáveis”, destacou Débora Nunes, da coordenação nacional do MST.

Somente na última edição organizada pelo MST, em 2019, mais de 200 camponeses e camponesas de todo o estado de Alagoas comercializaram os frutos da luta pela terra em Maceió. Em 2018 a coordenação da Feira anunciou que foram comercializadas 518 toneladas de alimentos ao longo da 19ª edição.

“A Feira em Maceió é uma atividade que já está no calendário do povo Sem Terra do Litoral ao Sertão de Alagoas. Infelizmente a pandemia nos impossibilitou nos últimos dois anos, mas em 2022 voltaremos com muita disposição para realizar mais um bonito encontro entre campo e cidade”, sinalizou Nunes.

Mais de duas décadas de história

A 21ª edição da Feira acontece somente em setembro, mas desde já os acampamentos e assentamentos de Alagoas estão se organizando para trazer a produção até a capital Maceió.

José Izídio da Silva, conhecido como Zé Baixinho, é assentado em Joaquim Gomes, no Assentamento Filhos da Terra e participa há 15 anos da Feira do MST em Maceió. “A gente se organiza o ano inteiro para vir em Maceió durante a Feira”.

“É um prazer poder mostrar um pouco do que a gente tem no nosso assentamento e enquanto eu tiver vida, vou vir todo mês de setembro para a Feira”, comentou o agricultor.

Festival de Cultura Popular

Também tradicional como a Feira, é o conhecido Festival de Cultura Popular, que leva uma agenda repleta de atividades culturais durante os dias de ocupação do MST na Praça da Faculdade. Em 2019, o Festival levou 30 atrações que se apresentaram em dois palcos ao longo da Feira.

Odair José, o rapper GOG, Siba, além dos artistas e bandas alagoanas como Nação Palmares, Samba da Periferia, Mel Nascimento, Igbonam Rocha, Naná Martins, afoxés, grupos culturais, espetáculos teatrais e mestres e mestras da cultura popular de Alagoas já passaram pela Feira do MST em Maceió.

“Esse ano nosso Festival será ainda mais especial… Depois de dois anos, merecemos comemorar a volta da Feira do MST para Maceió em grande estilo e esperamos encontrar os amigos e apoiadores da Reforma Agrária para partilhar desse momento com a gente”, disse Débora.

Publicidade