Alunas denunciam suposto assédio sexual cometido por professor em escola estadual, em Maceió

Estudantes da Escola Estadual Maria Ivone de Oliveira, no Tabuleiro dos Martins, denunciaram casos de assédio que teriam sido cometidos por um professor contra alunas da escola. Um grupo de estudantes se mobilizou em frente à unidade de ensino, na manhã desta quarta-feira, 4, e protestou cobrando medidas da direção. 

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) esclareceu que já tomou todas as medidas cabíveis ao órgão com relação ao caso, que o servidor foi afastado de suas funções no momento e que outras medidas administrativas estão sendo estudadas pela gestão escolar e a gerência regional de educação.

“A Seduc informa ainda que acompanha, desde o primeiro momento em que foi acionada, o desenrolar das investigações conduzidas pelos órgãos responsáveis, assim como está à disposição das alunas e familiares para todo e qualquer auxílio necessário. A instituição reforça ainda que repudia toda e qualquer conduta que fuja do propósito edificante e transformador da escola”, disse a pasta em nota enviada à imprensa.

Ainda de acordo com a Seduc, o Batalhão de Polícia Escolar (BPEsc) e o Conselho Tutelar foram acionados para auxiliar a direção da escola durante a manifestação dos alunos ocorrida nesta manhã. “As aulas seguem normalmente nesta quarta-feira (04). A pauta reivindicada pelos alunos sobre a falta de professores em algumas disciplinas será atendida ainda essa semana pela nomeação dos recém-aprovados no concurso público da Educação, realizado no ano passado”, informou a Seduc.

A produção da TV Pajuçara apurou com a Polícia Civil que um Boletim de Ocorrência foi registrado por uma adolescente de 14 anos. Ela foi acompanhada de outras duas meninas, que também dizem ter sido vítimas, mas não fizeram o BO. O diretor da escola prestou depoimento logo em seguida e as autoridades apuram o caso desde então. 

Fonte: TNH1

Publicidade