HEA abre inscrições para a eleição da Comissão de Ética Médica

O Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca, vai realizar a eleição para a Comissão de Ética Médica da instituição. Para isso, a Gerência convoca, através de edital, os médicos da unidade hospitalar para participação no pleito, que vai acontecer no dia 24 deste mês, das 8h às 16h, no auditório principal.

Para concorrer, como candidato na comissão, é necessário preencher formulário de inscrição e assinatura de declarações de aquiescência. As inscrições devem ser realizadas na sala da Comissão de Ética Médica, até esta sexta-feira (6), das 8h às 17h.

Podem se inscrever os médicos em situação regular junto ao Conselho Regional de Medicina do Estado de Alagoas (Cremal). Os candidatos inscritos terão os nomes divulgados, por ordem alfabética, em mural do hall administrativo, entre os dias 9 e 20 de maio.

Ficam impedidos de se candidatar a membros da Comissão de Ética Médica, o diretor clínico, diretor técnico ou responsável técnico diretor administrativo, membros da comissão eleitoral e os médicos que não estiverem regularizados no Cremal.

Como integrantes da comissão eleitoral foram designados os médicos servidores Jean Rafael Rodrigues (presidente), Andréa Nascimento Brito (secretária) e Gerciano Monteiro de Carvalho (membro efetivo).

A comissão eleitoral terá a competência de organizar, dirigir e supervisionar todo o processo eleitoral, de acordo com normas estabelecidas pelos Conselho Federal de Medicina (CFM) e Conselho Regional de Medicina do Estado de Alagoas (Cremal).

Eleição – A eleição será feita por voto direto, secreto, em urna disponível no local, no dia e no período determinados.
A apuração e declaração do resultado serão feitas pela comissão eleitoral, imediatamente após o encerramento da votação, na presença dos interessados, no mesmo local da eleição.

Os protestos e recursos contra qualquer fato relativo ao processo eleitoral deverão ser formalizados por escrito, dentro de, no máximo, 48 horas, após as eleições, e encaminhados em primeira instância à Comissão Eleitoral e, em segunda instância, ao Conselho Regional de Medicina.

Deverão ser eleitos seis membros, dentre os quais três efetivos e três suplentes, considerando o critério de proporcionalidade ao quantitativo de médicos do corpo clínico da instituição. Eles tomarão posse imediatamente após a homologação do resultado pelo Cremal, para cumprirem mandato de 30 meses.

Publicidade