OAB/AL lança Campanha de Combate ao Assédio Moral e Sexual às Advogadas

A Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB/AL) lança, na próxima segunda-feira (9), às 18h, em Jacarecica, a Campanha de Combate ao Assédio Moral e Sexual às Advogadas. O lançamento contará com a presença da presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada da OAB, Cristiane Damasceno, e de autoridades do Judiciário local. A noite terá palestras das advogadas Rachel Ramalho, Alessandra Cavalcante e de Cristiane Damasceno. São ofertadas 100 vagas gratuitas, por meio de inscrição no link https://doity.com.br/combateaoassediomoralesexualadv.

A campanha visa a conscientização da advocacia e do mundo jurídico sobre a importância do combate ao assédio moral e sexual à mulher advogada no exercício da profissão, bem como a coibir esse tipo de ato. “O que é assédio e como identificar” e “Métodos de coibição ao assédio contra a mulher advogada” são alguns dos temas que serão discutidos durante o encontro.

A presidente da Comissão Especial da Mulher Advogada da OAB/AL, Rachel Ramalho, destaca a importância da iniciativa. “Pretendemos coibir todo e qualquer tipo de assédio contra advogadas em todos os âmbitos que ela atue. Levaremos a campanha para escritórios de advocacia, delegacias, fóruns, juizados, Justiça Federal, Justiça do Trabalho, Ministério Público e para todos os ambientes em que a advogada atua”, explica.

Levando em conta os relatos de advogadas que sofreram assédio e que, inclusive, chegaram a pensar em desistir da profissão, a OAB Alagoas espera conscientizar homens e também mulheres sobre a problemática e os mecanismos que podem ser usados para coibir o assédio.

Estima-se que, em 2021, o número de denúncias de assédio sexual no ambiente de trabalho cresceu, em média, 24%, segundo levantamento do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Em 2019, no período pré-pandemia, foram 2.805 processos, enquanto em 2020 o número havia sofrido uma queda de 12,5%, com 2.455 processos no país.

O projeto foi idealizado pela Comissão Nacional da Mulher Advogada e está sendo trazido para Alagoas por meio de parceria entre a Comissão Especial da Mulher Advogada da OAB/AL e a Caixa de Assistência dos Advogados, o Conselho da Jovem Advocacia, e as comissões Especial da Mulher, de Prerrogativas, Especial da Diversidade Sexual e Gênero, e de Promoção e Igualdade Racial da OAB Alagoas.

Publicidade