Mais de 100 trabalhadores atuam diariamente na limpeza da orla lagunar

A revitalização da orla lagunar já alcançou dois quilômetros de extensão, desde o ponto inicial, onde deságua o Canal da Levada, até o residencial Parque da Lagoa, onde foi implantada a “Rua Aberta”. Muitas mudanças podem ser vistas, mas para manter tudo limpo e agradável aos moradores e frequentadores, mais de 100 pessoas trabalham diariamente por lá.

São garis, operadores de máquinas e fiscais que ficam responsáveis pela capinação, poda, limpeza de linha d’água, coleta de resíduos, varrição e ainda fazem a conscientização da população para não jogar lixo em local inadequado.

De acordo com a Superintendência de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), na primeira grande limpeza feita no início das obras de revitalização foram retiradas 50 toneladas de resíduos, desde sacolas a vaso sanitário.

Atualmente, com o trabalho de manutenção da limpeza, são quase 10 toneladas de lixo por dia retiradas da orla lagunar. O gari José Carlos diz que o trabalho é contínuo, mas ele faz o que pode para contribuir com a mudança de cenário. “Quando vem alguém colocar lixo, eu já peço, já mando colocar no carrinho, pra grama e o chão não ficarem sujos”, conta.

Wellington dos Santos, um dos fiscais da orla lagunar, que coordena os garis e operadores de máquinas, avalia que as pessoas estão começando a entender que a limpeza faz parte da melhoria e é uma responsabilidade de todos. “As pessoas estão vendo que a gente está fazendo uma coisa para o bem delas, e estão se conscientizando”, comemora.

Revitalização


A orla lagunar tem cerca de 5 quilômetros de extensão e foi dividida em 10 trechos de 500 metros que estão recebendo obras e melhorias. Atualmente, a Prefeitura trabalha no quarto trecho, que tem previsão de finalização para este mês.

Em toda a área foi feita reforma de calçada e de ciclovia, pintura de meio-fio e de faixas de pedestre, intervenção paisagística no canteiro central, instalação de parquinhos infantis, criação de áreas de convivência, retirada de entulhos e ferro-velho, desobstrução de calçadas e outras mudanças.

O objetivo do Município é recuperar a dignidade daquela população, com ações que envolvem vários segmentos, sendo o principal deles a habitação. Os moradores da área serão contemplados com apartamentos no residencial Parque da Lagoa, que contabiliza 89 prédios e quase 2 mil imóveis.

Publicidade