“Cunha tem medo mesmo é da eleição de outubro”, diz Rafael Brito

Favorito na disputa pelo cargo de vice-governador na eleição indireta que será realizada na Assembleia Legislativa de Alagoas – ainda sem data definida – Rafael Brito critica a participação do senador Rodrigo Cunha na “judicialização” do processo eleitoral.

Para Brito, o pré-candidato a governador do União Brasil trabalha para retardar a eleição indireta com o objetivo de prejudicar o deputado estadual Paulo Dantas, que pretende disputar a reeleição direta em outubro.

Na avaliação do candidato a vice-governador, Cunha agiria assim por “medo da derrota em outubro”, na eleição direta.

“Rodrigo Cunha se transformou num agente do caos. Depois de ter aderido ao centrão, ele agora coloca todas as fichas para fazer com que a eleição (prevista na Constituição) não aconteça sob nenhuma maneira”, diz Brito.

“Ele tem usado e usará todos os subterfúgios jurídicos para impedir a realização. O que está por trás disso tudo é a eleição de OUTUBRO e não a de agora… é muito triste tudo isso que está acontecendo!”, diz Rafael em nota enviada ao blog.

“Estamos num momento em que o interesse pessoal e eleitoral está acima do que é certo e defendido pela Constituição. Novos tempos, “nova política” a do quanto PIOR, melhor! Lastimável.”, critica Brito.

Publicidade