Expedição Científica do São Francisco lança cartilhas educativas

Para conscientizar a população ribeirinha sobre as questões ambientais e de saúde pública, a Expedição Científica do Baixo São Francisco lançou duas cartilhas: Plásticos: perigo nos rios e oceanos e Boas práticas da manipulação de pescado para feirantes. O evento aconteceu na última sexta-feira (13), na Sala dos Conselhos da Universidade Federal de Alagoas, e contou com a participação do reitor Josealdo Tonholo; da vice-reitoria Eliane Cavalcanti; de pró-reitores; de Emerson Soares e Themis Silva, coordenadores da Expedição; e de Pedro Lucas Brito, secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, além de expedicionários e membros da comunidade acadêmica.

Na oportunidade, o secretário Pedro Lucas Brito lembrou sua formação em Engenharia Civil pela Ufal e destacou a Expedição como um exemplo contundente de ciência na prática: “É muito especial estar de volta nessa universidade que me formou. Eu acredito na ciência como um vetor de desenvolvimento, por isso sempre apoiamos a Expedição, que, para mim, é uma caravana cidadã”.

Amorim Neto, jornalista destacado nas coberturas telejornalísticas sobre o Rio São Francisco, também esteve presente no lançamento, compôs a mesa de honra e falou sobre o envolvimento com a Expedição e a importância do jornalismo científico. “Apesar de não ter me formado na Ufal, hoje me sinto parte dessa instituição. A Expedição se tornou uma grande família e é um privilégio ver e trabalhar com tantos pesquisadores competentes e defensores do Velho Chico”, ressaltou.

Emerson Soares, coordenador-geral das Expedições, agradeceu aos presentes, lembrando dos que não puderam comparecer ao evento, à gestão da Universidade, por acreditar nesse programa científico, e à Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh-AL), pelo investimento contínuo ao longo das edições. “O trabalho que desenvolvemos no Baixo São Francisco é científico, com publicação de artigos e resultados, mas também é social. Nós vemos transformação de vidas e geração de oportunidades. Não tem como não se emocionar!”, salientou.

O reitor Josealdo Tonholo enalteceu o trabalho das Expedições, bem como a liderança de seus coordenadores: “A Expedição é uma ação técnica e de gestão da Ufal, e quero aqui destacar os dois últimos anos, pois em meio à pandemia e à tentativa de desmonte das universidades públicas, resistimos, graças à dedicação e competência de quem faz esta Universidade”.

Em sua fala, o reitor também citou outros grandes eventos da Ufal e que também são realizados no Baixo São Francisco, como o Festival de Cinema e o Festival Internacional de Música. “O Rio São Francisco é muito especial, é mágico, e, por isso, ratificamos nosso apoio integral a essa causa”, finalizou Tonholo.

Sobre as cartilhas

A cartilha Plásticos: perigo nos rios e oceanos, que tem como público-alvo estudantes da rede pública dos municípios ribeirinhos e pescadores da região, aborda, de maneira didática e com uma linguagem simples, o quanto o uso de plásticos e o descarte incorreto dos mesmos prejudicam o meio ambiente, poluem as águas e trazem consequências danosas também à saúde humana, por meio dos microplásticos.

Vanildo Oliveira, engenheiro de pesca, expedicionário e professor da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), é o autor do conteúdo e explica a importância da temática: “Estamos na Década do Oceano, que surgiu da necessidade mundial de cuidar da saúde oceânica. O Rio São Francisco tem um grande aporte para o Oceano Atlântico, então nosso objetivo é conscientizar a população que o rio, fonte de vida e sustento para tantas pessoas, não é um depósito de lixo. Estamos apostando na conscientização, na mudança de paradigma, que as pessoas cuidem dos rios e, consequentemente, dos oceanos, deixando-os saudáveis e permitindo que as espécies reproduzam e forneçam alimento sadio para a população”, esclareceu.

Já a cartilha Boas práticas de manipulação do pescado para feirantes, elaborada pelas professoras Juliett Xavier e Ana Paula Portela, da Unidade Educacional da Ufal em Penedo, traz informações claras e fundamentais para garantir a manutenção da qualidade do pescado, desde a pesca até o consumo desse produto nutritivo e saudável. “Começamos a trabalhar na Expedição em 2019 e percebemos o quanto os feirantes são carentes de informação sobre higiene pessoal, manuseio e conservação do pescado comercializado. Então, a importância dessa cartilha está na oferta de conhecimento aos feirantes sobre esse assunto. Nela, divulgamos informações básicas, numa linguagem acessível, sobre a manipulação desse alimento tão importante que é o pescado de forma geral”, explicou Juliett Xavier, ressaltando também a importância de melhores condições de trabalho para os feirantes, além de cursos de capacitação ou palestras para esse público.

Novidades da 5ª edição

A 5ª edição da Expedição será realizada de 3 a 12 de novembro, com abertura na cidade de Piranhas e encerramento em Penedo. Este ano, 78 pesquisadores, de 35 áreas, percorrerão todo a região do Baixo São Francisco, passando por municípios alagoanos e sergipanos.

Além das barcas Magnífica e Maravilhosa, que abrigam os expedicionários e também são laboratórios, uma terceira embarcação, o barco da saúde, somará esforços e garantirá atendimento e realização de exames à população ribeirinha, indígena e quilombola. À frente deste trabalho, está a vice-reitora Eliane Cavalcanti. “Nosso objetivo é chegar onde a população está. Queremos mostrar à comunidade o que é a Universidade, o que ela produz”, destacou Eliane, anunciando o nome do médico Mário Jorge Jucá, professor da Faculdade de Medicina (Famed) da Ufal e gastroenterologista do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HU), como integrante da equipe de saúde que atuará na Expedição.

Outra novidade foi anunciada pelo reitor Josealdo Tonholo. Trata-se da realização de um torneio de futebol nos municípios visitados pela Expedição, por meio de uma parceria com o Ministério da Cidadania. “Ainda não fechamos o nome oficial do torneio, mas queremos levar o futebol a esses meninos e meninas, como forma de integração entre o esporte e a cidadania”, pontuou.

Para mais informações sobre a Expedição e as cartilhas, acesse aqui e o perfil @expedicao_saofrancisco no Instagram.

por Assessoria

Publicidade