ENCOOPAL abrirá o mês do cooperativismo em Alagoas

No mês em que o mundo celebra o Coops Day, as cooperativas de Alagoas vão retomar o Encontro do Cooperativismo Alagoano (ENCOOPAL), no próximo dia 4 de julho, com uma grande reunião de cooperativas, de sete ramos de atuação, no auditório do Sebrae/AL. 

O evento promovido pela Unicafes Alagoas em parceria com o Sebrae e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) vai celebrar o centésimo aniversário de comemoração do Dia Mundial do Cooperativismo e tratar sobre inovação e o futuro das cooperativas em Alagoas.

O ENCOOPAL trará uma uma programação completa com palestras, rodadas de negócios, exposição de produtos e apresentação de cases de sucesso. A temática do encontro estará voltada para discutir a perspectiva atual do cooperativismo e os desafios para o segmento no que se refere a ampliação do modelo cooperativista na vida das pessoas. 

Participam das atividades do ENCOOPAL representantes de instituições nacionais do cooperativismo como a Unicafes Nacional , OCB Nacional e a Secretaria Nacional de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).“O ENCOOPAL vem recuperar esse espaço para fomentar o modelo cooperativista na sociedade, propondo um olhar para dentro do setor e sobre como ele tem ajudado transformar vidas através da inovação, dinamização e da representatividades”, enfatiza o presidente da Unicafes Alagoas, Antonino Cardozo.

O evento também será palco para o lançamento da 1ª Feira Alagoas Coop, um dos maiores eventos do setor que vai expor produtos e serviços de cooperativas. A feira vai acontecer em Maceió, na Praça Multieventos, em setembro. Tanto o ENCOOPAL quanto a Feira Alagoas Coop vão contar com as participações de cooperativas de todos os ramos – trabalho, agropecuário, saúde, transporte, crédito e economia solidária.

“São eventos que chegam para estimular o negócio cooperativista e que vão alçar novas metas para o cooperativismo alagoano. Sabemos que as cooperativas são peças-chave no mercado e de grande mobilização, logo entendemos que o cooperativismo é o caminho para gerar valor e distribuir riquezas”, pontuou Antonino Cardozo.

Publicidade