Federação tem lista de pré-candidatos

A Federação Brasil da Esperança, que unifica em uma mesma chapa candidaturas do Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e Partido Verde (PV), apresentou ontem (1), no Hotel Ouro Branco, em Maceió, os nomes das suas pré-candidaturas à capital para as eleições municipais de 2024.

Encabeçada por Ricardo Barbosa (PT), que é pré-candidato à prefeitura, a chapa pré-lançada traz nomes conhecidos, mas também estreantes na disputa eleitoral.

“A ideia é publicizar os nomes dos quadros que estão sendo apresentados por esses três partidos para que as pessoas iniciem efetivamente uma pré-campanha de vereadores e vereadoras, já que nós estamos no período propício para as pessoas começaram a se movimentar, se articularem junto ao eleitorado”, disse o presidente do PT Maceió, Marcelo Nascimento.

O único nome com mandato é Dr. Valmir (PT). Apesar de atualmente ter três mandatos na casa, o PV anunciou que não vai lançar nenhum deles. Para disputar enquanto Federação, junto com o PT, a direção do Partido Verde decidiu não que esse ano não vai lançar candidaturas de nomes que estão ligados ao prefeito JHC, ou com uma postura de oposição ao Governo Lula. Com isso, nenhum dos nomes do partido com mandato entram na chapa.

A ideia é fechar uma chapa com 28 nomes, já garantindo a cota de gênero, que por lei é 30% de cada um dos gêneros no mínimo. Marcelo afirma que o PT quer reforçar esse trabalho por representatividade. “Vamos trabalhar para ter a presença e a participação efetiva das mulheres nessa chapa”.

Nascimento afirma que tudo depende de como será o coeficiente esse ano, mas que a expectativa é que a federação conquiste pelo menos três cadeiras de vereador. “O coeficiente eleitoral é muito flexível, porque depende de algumas variantes. Uma delas é a questão do comparecimento dos eleitores às urnas no próximo pleito, em outubro deste ano, como também a abstenção. Hoje a perspectiva que o coeficiente fique em torno de 16 a 17 mil votos mais ou menos, tendo em vista que a Câmara Municipal ampliou de 25 para 27 o número de vereadores, o que diminui um pouco o coeficiente eleitoral. Isso significa que a federação hoje tem a condição de disputar de duas a três vagas”.

O perfil dos nomes apresentados tem uma ligação mais orgânica com a esquerda, como analisa o petista. “É um time que está sendo formado de candidatos e candidatas que a gente tem feito tratativa durante um ano. São lideranças dos movimentos sociais, personalidades da sociedade, pessoas que têm uma vinculação política ideológica naturalmente e, portanto, é uma chapa bem qualificada que provavelmente vai resultar numa quantidade de votos suficiente para que a gente possa fazer de dois a três vereadores aqui em Maceió”.

NOMES

O PT apresentou os nomes de Dr. Valmir, Elida Miranda, Judson Cabral, Alessandra Costa, Basile Christopoulos, Paula Lopes, Marcelo Nascimento, Monica Vigilante, Professor Luizinho, Sirlene Gomes, Paulo Sérgio, Siloane Pereira, Professor Cássio Costa, Alycia da Bancada Negra, Pastor Wellington, Rafael Machado e Tenório da Padaria. Já o PCdoB, trouxe o nome de Charles Hebert, e garantiu que terá também uma mulher, mas ainda não definiu o nome.

O representante do PT vê com entusiasmo o alinhamento ideológico. “A ausência de outros vereadores de mandatos que não tinham identidade ideológica com a Federação, e estão na bancada do prefeito inclusive, oxigenou para que a chapa pudesse ser mais atrativa, principalmente para pessoas que estão disputando pela primeira vez ou que já disputaram eleições, mas logicamente não tem a mesma capilaridade que uma pessoa que tem uma estrutura do mandato parlamentar com assessoria, com verba de gabinete, com salário, com toda a estrutura”.

Publicidade