Praias do Pontal do Peba e de Maragogi precisam de obras, diz especialista

Atualmente, muito se discute sobre a eficácia das obras de defesa costeira, sobretudo, considerando os efeitos das mudanças climáticas nas cidades costeiras, com a provável intensificação dos processos de erosão e inundação, o que aumentará a demanda por tais obras.

Em Alagoas, temos fortes processos erosivos desde Piaçabuçu até Maragogi. Dois casos próximos à foz de rios chamam atenção no nosso litoral. Na foz do rio São Francisco, a praia do Peba encontra-se com forte processo erosivo. O avanço do mar provocou a intrusão salina em boa parte do abastecimento de água de áreas urbanas de Piaçabuçu, além de alguns povoados às margens do rio.

Já na foz do Rio dos Paus, na divisa entre Maragogi e o estado de Pernambuco, há um forte processo de erosão fluviomarinha, principalmente na quadra chuvosa. No local, onde o mar já avançou mais de 15 metros em direção ao continente, colocando em risco pessoas e bens, é outro caso que apresenta certa urgência em obras de defesa costeira.

Para o engenheiro Marco Lyra, especialista em erosão costeira e recuperação de praias, é preciso planejamento e ação por parte dos municípios litorâneos e do estado de Alagoas, garantindo a adaptação e a recuperação de suas praias, devolvendo à população a praia natural recreativa.

Publicidade