Cooperativa Pindorama investe no enriquecimento de vinhaça

Com o objetivo de facilitar a vida dos associados no que diz respeito às despesas para a manutenção de suas respectivas lavouras de cana-de-açúcar, a Cooperativa Pindorama vem investindo no fortalecimento de novas tecnologias, a exemplo da vinhaça enriquecida. O composto ganha esta nomenclatura por conta da adesão da ureia e do aquagel ao líquido resultante do processo de moagem da cana. Ureia é o fertilizante mais utilizado na agricultura mundial e uma rica fonte de nitrogênio, com concentração por volta de 45% do elemento químico. Já o aquagel é um polímero com alta capacidade de absorção de água. Um g rama dele pode absorver até 250 gramas de água.

Segundo o gerente agrícola da Pindorama, Danilo Wanderley, a empresa já utiliza a vinhaça na fertilização dos canaviais há mais de seis anos, mas, somente a partir de 2023, passou a enriquecê-la. Além disso, foi ampliada a capacidade de armazenamento e abastecimento do produto.

“Passamos a enriquecer a vinhaça com ureia e aquagel a partir do ano passado. Também aumentamos o local de armazenamento do produto, bem como nossa capacidade de abastecimento para podermos ampliar o fluxo de caminhões para atender a uma quantidade maior de associados, uma vez que, pelos benefícios decorrentes do uso dessa vinhaça enriquecida aos canaviais, a procura vem crescendo gradativamente”, relatou Wanderley.

De acordo com Danilo, a vinhaça enriquecida está passando por um aprimoramento, para aumentar ainda mais a nutrição da cana e a capacidade de produção.

“Estamos adicionando bactérias que ajudam no crescimento e proteção da cana e incluindo micronutrientes, fazendo um pacote tecnológico com o objetivo de promover uma aplicação única, o que permite ao associado reduzir custos com relação à adubação e fertilização, já que esses produtos são levados à lavoura de uma só vez”, destacou.

Danilo também enfatizou sobre a preocupação da diretoria da Cooperativa Pindorama no que se refere à assistência técnica ao associado.

“Nossa equipe técnica está muito bem aparelhada e capacitada para atender ao associado. Estamos sempre buscando soluções para melhorar a produtividade do campo. Tudo isso é resultado de preocupação constante dos nossos diretores, que investem na capacidade técnica para manter o cooperado sempre bem assessorado e com opções para baratear a manutenção dos canaviais, como é o caso da vinhaça enriquecida. Se o associado não conseguir fazer uma adubação convencional, ele tem a opção de usar a vinhaça enriquecida com nitrogênio e micronutrientes e, dessa forma, ele consegue um avanço e uma continuidade na produtividade da região”, ressaltou Danilo Wanderley.

Com a vinhaça enriquecida, o produtor associado da Cooperativa Pindorama tem uma considerável redução de custos em comparação aos gastos relativos à adubação convencional. São cerca de 30% de economia para o bolso do produtor, somando-se os gastos com produto e mão-de-obra para aplicação.

Publicidade