ÁREAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL CRESCEM 60 % EM ARAPIRACA

As áreas verdes promovem qualidade ambiental nas cidades e têm papel importante para a redução dos impactos provocados pela ação do homem na natureza.

Desde as gestões anteriores que o prefeito Luciano Barbosa vem criando espaços de reflorestamento de espécies nativas, a exemplo da criação do Bosque das Arapiracas, implantação do Viveiro Municipal Fiscal José Raimundo da Silva e ampliação da Área Verde Dom Constantino Lüers.

Imagens de satélite, entre os anos de 2011 e 2022, mostram um crescimento da ordem de 60% nas áreas de proteção ambiental no espaço central da cidade.

Importante obra de proteção ambiental e de mobilidade urbana, a ampliação da Marginal do Piauí avança em Arapiraca.

O projeto de aproximadamente cinco quilômetros de extensão foi concebido para a conservação, preservação e enriquecimento da biodiversidade, além da melhoria da qualidade de vida da população, e já transformam a paisagem urbana na região central, com muitas árvores de diferentes espécies.

As obras do chamado segundo lote foram iniciadas em outubro do ano passado. É a continuação do Bosque das Arapiracas até a Rodovia AL-220. A nova etapa da Marginal do Piauí inclui a implantação de duas vias de tráfego, recuperação e proteção de toda a área verde na área central da cidade.

Os serviços incluem pavimentação asfáltica, drenagem de águas pluviais, urbanização, sinalização viária, passeios públicos e ciclovias.

A conclusão da obra interligará as rodovias AL-220 e AL-110, incluindo o Parque Ceci Cunha, passando pela Rua XV de Novembro, São Roque, Leocádio Pinheiro, final da Rua Estudante José de Oliveira Leite entre os bairros Ouro Preto e São Luiz até a Rodovia AL-110, percorrendo a cidade de norte a leste.

Implantado no ano de 2022, o Viveiro Municipal é mantido pela Prefeitura de Arapiraca, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, e já produziu mais de 45 mil mudas, entre espécies nativas, exóticas e frutíferas, contribuindo para o fortalecimento do Projeto Arapiraca Mais Verde.

Além da produção de mudas, o espaço recebe, periodicamente, a visita de caravanas de estudantes de escolas das redes pública e particular de ensino de Arapiraca e de outras cidades alagoanas.

Publicidade