Partido de JHC quer atrair mais vereadores em Maceió

O prefeito de Maceió, JHC, mantém a estratégia política de seguir atraindo vereadores para se filiar ao Partido Liberal (PL). A intenção é garantir, ainda este ano, uma forte bancada de apoio na Câmara, e pavimentar um caminho mais tranquilo para a reeleição dos parlamentares. Na última semana, por exemplo, o vereador e líder do gestor na Casa, Chico Filho confirmou à Tribuna que irá se filiar à legenda, deixando assim o MDB.

Para o presidente do PL em Maceió, Ivan Carvalho, as articulações continuam e a sigla está em fase avançada de montagem de chapada e filiação de pré-candidatos, inclusive aqueles que se encontram em exercício de mandato. “A ideia é que esse número – e nomes – seja definitivo nos próximos dias”.

De acordo com Ivan Carvalho, que também é secretário de Governo na gestão JHC, é preciso que o partido tenha uma bancada robusta e contribua diretamente com a administração municipal.

“A intenção é, ainda nesta legislatura, criar uma bancada robusta e construir uma chapa que permita a formação de uma bancada dilatada de sustentação naquilo que desejamos seja o segundo mandato do prefeito JHC, que é também o presidente estadual da sigla”, continuou o presidente do PL.

Em entrevista à Tribuna na última semana, o vereador Chico Filho confirmou que deixa o MDB e se filia ao PL para continuar apoiando a gestão de JHC e tentar o seu quarto mandato na Câmara. “Temos na Câmara um grupo forte de vereadores na base de sustentação do prefeito. O PL hoje é um dos maiores partidos da República e JHC faz parte dele. Vamos trabalhar o partido na cidade de Maceió”, afirmou Chico Filho durante a entrevista.

O vereador citou o presidente da Câmara Neto (MDB), Marcelo Palmeira (PSC), Luciano Marinho (MDB), além de outros, que devem seguir para o partido de JHC e fortalecer sua campanha para a reeleição em 2024.

Entre os vereadores que estão no PL estão Siderlane, Cléber Costa, Leonardo Dias e Luciano Marinho, que também deixou o MDB este ano. Outro nome que deve confirmar a ida para o PL é Eduardo Canuto, que atualmente faz parte do Partido Verde (PV), que é oposição de JHC.

SITUAÇÃO NA CÂMARA

O prefeito de Maceió, JHC, continua numa situação bastante confortável na Câmara de Vereadores. Com uma bancada robusta de apoio, a maioria dos projetos de lei e iniciativas encaminhadas pelo gestor, os vereadores conseguem aprovar as pautas sem qualquer dificuldade.

O MDB, partido presidido em Alagoas pelo senador Renan Calheiros, ainda está com maioria no parlamento, mas grande parte da bancada está ao lado de JHC. É o caso dos vereadores Galba Netto, que preside a Casa, Chico Filho, Brivaldo Marques, Olívia Tenório e Silvania Barbosa.

Outro partido que pretende ampliar seus integrantes na Câmara é o Progressistas, de Arthur Lira. O presidente da Câmara dos Deputados também apoia a reeleição de JHC, e nos bastidores, tem atuado para indicar o vice na chapa.

Outro aliado que pretende formar uma chapa forte para vereador é o Podemos, que é presidido no Estado pelo senador Rodrigo Cunha. O parlamentar já deixou claro que a legenda precisa eleger vereadores para se fortalecer. Rodrigo Cunha também é aliado do prefeito de Maceió, JHC.

OPOSIÇÃO

Em paralelo a esta articulação dos aliados de JHC, está em andamento a estratégia do MDB em tentar eleger, novamente, a maior bancada de vereadores. Outros partidos de oposição, a exemplo do PSD, PV e PT também se articulam neste sentido.

Os vereadores filiados a estas legendas têm sido os mais críticos à gestão de JHC, sobretudo por conta do acordo firmado entre o Município com a mineradora Braskem, responsável pelo afundamento do solo nos bairros do Pinheiro, Mutange, Bebedouro, Bom Parto e Farol.

Publicidade