Estudantes destacam papel das empresas juniores na formação de futuros profissionais e na geração de oportunidades

No ambiente acadêmico, a experiência prática muitas vezes complementa o aprendizado teórico, preparando os estudantes para os desafios do mercado de trabalho. As empresas juniores surgem como uma resposta a essa necessidade, de proporcionar aos alunos a oportunidade de aplicar seus conhecimentos em projetos reais enquanto ainda estão na universidade.

As empresas juniores se espalharam pelo Brasil, ganharam bastante notoriedade nos últimos tempos e estão ligadas às universidades e aos estudantes de todo o país. Eles avançaram para o desenvolvimento da sociedade em que estão inseridos, porque oferecem serviços de baixo custo para a comunidade local.

Essas modalidades de empreendimentos são organizações sem fins lucrativos, gerenciadas e operadas por estudantes de graduação ou pós-graduação. Seu papel dentro da universidade é variado. Eles servem como uma ponte para conectar os estudantes com o mercado de trabalho, proporcionando experiências práticas que buscam complementar o ensino na sala de aula. 

Em entrevista à equipe de reportagem, Brunno Roza, estudante do 4°período de Relações Públicas da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e diretor de projetos da empresa júnior dos cursos de comunicação da UFAL, Jangadeiros, explicou:

“A empresa Júnior é comandada e organizada por estudantes de graduação e o papel dela dentro da Universidade é justamente aproximar os estudantes em um período acadêmico com o mercado de trabalho, então temos esse contato direto com o mercado sênior e experimentamos de forma mais prática o que aprender dentro da sala de aula.”

Um olhar sobre os Jangadeiros

Dentro do curso de comunicação, os Jangadeiros buscam trazer a experiência de comunicação tanto do curso de Relações Públicas quanto de Jornalismo para a prática no mercado sênior, principalmente em Alagoas. E hoje a empresa permite que os alunos tenham uma experiência completa no mercado de trabalho, com foco na comunicação digital. Serviços como assessoria de comunicação, organização de eventos, produção de conteúdo para a área digital, tráfego de pagamento e mídias sociais são “cargas-chefe” dentro dos Jangadeiros.

Equipe dos Jangadeiros em um evento em 2023 – Reprodução: Jangadeiros.

E quem tem a ganhar com isso são os próprios alunos e membros dos Jangadeiros, que oferece em primeira mão uma oportunidade de trabalhar e de praticar as habilidades técnicas que são ensinadas dentro de sala de aula, ajudando também o aluno a conhecer cada vez mais o ramo que ele escolheu. Foi o que Juliana Lacerda, assessora dos Jangadeiros, contou à equipe de reportagem:

“Muitas vezes, no mercado de trabalho a gente sabe que não abre as portas para nós e a empresa júnior é esse primeiro passo para você poder errar, poder aprender dentro de um espaço que seja seguro e que você possa crescer também, né? Muitas vezes, inclusive aqui dentro dos Jangadeiros, o pessoal entra e depois consegue alguma grande oportunidade de trabalho na área da comunicação”. 

Processo de produção da equipe Jangadeiros – Reprodução: Jangadeiros.

A importância da Empresa Júnior e a contribuição aos alunos

Outro ponto citado foi a contribuição das empresas Júnior no desenvolvimento de habilidades importantes como a liderança, o entendimento do papel de cada indivíduo e também descobrir onde queremos chegar no futuro. 

“Também fazemos muita conexão tanto com o mercado sênior quanto com o movimento de empresas juniores. A gente entra em contato com outras empresas Júnior, trabalha com eles, enfim, se apoia, é uma grande rede de apoio. E também tem a questão da educação, que é um dos pilares do movimento, que é justamente isso de estarmos em constante evolução, constante aprendizado, sempre monitorando quais são as novidades e tendências do mercado”, acrescentou Brunno Roza.

Experiências que moldam os futuros profissionais 

A participação nos Jangadeiros tem sido uma experiência transformadora para muitos alunos. Desde aprender a manusear equipamentos de comunicação até desenvolver habilidades de planejamento e gestão de projetos, cada aprendizado na empresa contribui para o crescimento pessoal e profissional dos estudantes. 

Projetos como a cobertura da Bienal do Livro de Alagoas e a campanha para a Unicamp durante a pandemia são apenas alguns exemplos de experiências importantes que os alunos tiveram.

“Do ano passado até agora, que foi quando eu entrei nos Jangadeiros, descrevemos bastante projetos interessantes. Cobrimos a Bienal do Livro aqui de Alagoas, que foi uma das primeiras grandes experiências que a empresa teve”, finalizou Brunno, reforçando o papel crucial das empresas juniores na formação de futuros profissionais.

Publicidade