Páscoa: mercado alagoano de doces personaliza produtos e investe para atender demanda

O momento mais doce do ano está chegando e lojas de todo o Brasil se preparam para uma invasão de chocolates de Páscoa. Em Alagoas, o mercado de confeitaria e doceria investe na produção dos ovos de páscoa artesanais com trabalhos personalizados e variados para conquistar o público.

Ovos de Colher, ovos trufados, bombons, e kits de chocolates também estão na lista de produção para a Páscoa, e os confeiteiros abusam da criatividade para proporcionar aos clientes uma experiência incrível e única na degustação dos produtos.

“É um dos períodos do ano mais interessantes para quem empreende, pois conseguimos nos planejar com antecedência e traçar metas mais ousadas”, diz Sarah Costa, proprietária de uma confeitaria em Maceió há 4 anos.

Ela tem investido em gestão e criado estratégias para atender a quantidade de pedidos nessa época do ano.

Confeiteira Sarah Costa /Reprodução: Instagram


“Temos uma estratégia de antecipação para as vendas, mas sabemos que a intensidade de pedidos aumenta expressivamente na véspera da Páscoa então estamos preparando nosso estoque para conseguirmos atender a todos”, detalhou a empreendedora.

Sarah deu dicas de estratégias importantes para um trabalho bem feito, como a criação de um cardápio bem diversificado, possuir uma linha de produção organizada e ter todos os insumos que serão necessários para atingir a demanda.

Além dessas dicas, cada fabricante precisa expandir suas ideias e deixar a criatividade falar mais alto para chamar a atenção do público para os seus produtos, como aponta a confeiteira, que viu sua empresa crescer 15% em vendas, em comparação com o mesmo período de anos anteriores.

Sarah disse ainda quais são os produtos que são carro-chefe da sua loja. “Os campeões de vendas todos os anos são os ovos de brownie e os quartetos de mini ovos que são a opção perfeita para presentear aquelas pessoas especiais”.

Evely Santos, proprietária de uma confeitaria em Maceió há 5 anos, diz como procede nas etapas de sua produção e destaca a importância do fator psicológico. “Trabalhar na Páscoa é algo que envolve mais preparo emocional e psicológico do que físico, sua mente tem que estar em perfeita harmonia”, aponta.

Ovo de Páscoa/ Cortesia: Evely Santos


“Organização é essencial, a dica que dou, é trabalhar com linha de produção, comece a produção das cascas de ovos com antecedência, procure oferecer recheios cremosos e que são de fácil aceitação do público”.

Evely terá uma produção de mais de 500 pedidos entre ovos de colher e mimos de Páscoa, sendo os kits com 4 mini ovos um dos queridinhos dos clientes.

“Estamos prontos para atender nossos queridos clientes com organização e sobremesas deliciosas, bolos e uma variedade de opções em ovos de Páscoa seja ele o tradicional, ovo de colher, ovo trufado, os mimos e nossos brigadeiros”, destacou.

Confeiteira Evely Santos/Reprodução: Instagram


Impacto na economia

O economista e professor da Universidade Federal de Alagoas, Anderson Henrique, aponta um fortalecimento da economia através da Páscoa, pois, segundo ele, há uma demanda crescente por determinados tipos de produtos.

“Períodos de celebração, como a Páscoa, costumam dinamizar segmentos específicos da economia. Nessa data, observa-se uma maior demanda de determinados tipos de produtos, e os setores direta e indiretamente ligados a eles reagem positivamente. Portanto, a Páscoa incentiva a economia, gerando emprego e renda”, disse o economista e professor da Universidade Federal de Alagoas, Anderson Henrique.

Para o especialista, a qualidade do produto é o mais importante para a maioria dos clientes, mesmo aqueles que buscam melhores preços. “O consumidor sempre vai buscar as melhores ofertas, mas a qualidade do produto tende a ser um diferencial, sobretudo nos clientes mais exigentes. Um mecanismo útil é mostrar de forma clara e concisa que o acréscimo em determinado produto ou marca, irá gerar uma maior satisfação a quem o adquire, algo que os consumidores têm cada vez buscado com maior ênfase”, explica.

Ovos de Páscoa/ Cortesia: Evely Santos


Bom momento

O economista Victor Hortencio, disse em entrevista ao Jornal de Alagoas, que o atual cenário da economia permite que as pessoas consumam os produtos de Páscoa. “Nós estamos em um momento muito importante da economia, a empregabilidade está em alta e a inflação está em baixa, quando as pessoas vivem num período inflacionário controlado, podem comprar mais. Desde o ano passado o índice de empregabilidade aumentou bastante no Brasil e aqui em Alagoas não foi diferente, muitas pessoas conseguiram emprego”, disse.

Victor trouxe à luz uma feita pela Fecomercio Alagoas em 2022, que mostrou que a média de movimentação financeira de chocolates em Maceió, gerou em torno de 29 milhões de reais naquele ano.

“É um momento propício tanto para investir, quanto para comprar. O consumidor médio, que é a grande maioria da população alagoana, que não tem rendas altas, mas tem uma renda mediana. Com o poder de compra potencializada, gera um momento favorável para o consumo. Muito possivelmente a Páscoa desse ano será muito boa com relação a movimentação econômica, financeira e de vendas”, conclui o economista.

Fonte : Cada Minuto

Publicidade