MAPAS TÁTEIS TORNAM ARAPIRACA UMA CIDADE MAIS INCLUSIVA

A instalação do mapa tátil em equipamentos públicos promovem a inclusão social, e tornam Arapiraca uma cidade que está cada vez mais preocupada com as necessidades de pessoas que possuem deficiência visual.

Diferente das placas sinalizadoras, o mapa tátil trabalha com informações apresentadas em relevo, em linguagem Braile, para que, através da sensibilidade do toque, seja possível a identificação dos locais no prédio público e também para facilitar a mobilidade das pessoas, promovendo a autonomia na locomoção, autoconfiança e aumento da autoestima.

A instalação dos dispositivos na gestão do prefeito Luciano Barbosa tem a parceria de toda equipe de governo, a exemplo das secretarias de Desenvolvimento Social, Saúde, Educação, Cultura, entre outras.

Quem visita ou frequenta prédios públicos em Arapiraca pode visualizar esse dispositivo na Escola de Artes, no Museu Zezito Guedes, na Unidade Básica de Saúde Doutor Edler Lins, no bairro Zélia Barbosa Rocha, e nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS), nos bairros  Batingas, Canafístula e no Residencial Brisa do Lago.

Outros prédios públicos também possuem mapa tátil, a exemplo do Centro de Referência e Atenção à Mulher em Situação de Violência (CRAMSV), no bairro Canafístula, e na Biblioteca Digital Arapiraquinha Professor Aluizio Gomes, no bairro Planalto.

Nas obras públicas, a gestão do prefeito Luciano Barbosa tem adotado a implantação de rampas de acessibilidade e pisos táteis em praças, passeios, escolas, creches, unidades de saúde, entre outros dispositivos para promover ainda mais a inclusão social.

A proposta da gestão é seguir ampliando a instalação dos mapas táteis nos equipamentos em construção e nas obras de reforma, ampliação e modernização dos prédios públicos municipais.

Publicidade