Máquina promete aumentar produtividade do trabalho no campo em até oito vezes

A máquina Topa Tudo é uma solução que a pesquisa agropecuária desenvolveu para atender a demanda de produtores de leite e de carne a fim de expandir as áreas com forrageiras (capins) plantadas por mudas. Com isso, ela aumenta a disponibilidade de forragens para a alimentação dos animais. Com o atual método convencional esse plantio é feito manualmente, muito mais trabalhoso e lento.

Com plantadeira o tempo de plantio é consideravelmente reduzido. Ela reduz o número de operações de preparo do solo com a prática do plantio direto, gerando maior economia. Além das forrageiras, o equipamento é capaz, também, de plantar outras espécies arbóreas. A Topa Tudo é acoplável a tratores de média potência e permite melhor resultado econômico da atividade de produção animal (leite e carne). Aumenta em até oito vezes a eficiência do trabalho quando comparada ao sistema convencional de plantio manual de mudas.

A Embrapa em seu programa de melhoramento genético de forrageiras lançou várias cultivares de capim-elefante com alto rendimento por hectare e qualidade nutritiva para a alimentação animal. No entanto, essas cultivares são de reprodução vegetativa (por meio mudas) o que acarreta elevado custo de plantio uma vez que não existem máquinas disponíveis para essa finalidade. Dessa forma, o plantio é manual, demorado e penoso para os agricultores. Em consulta aos produtores rurais e aos produtores de mudas, essa demanda foi a mais importante e apontada como limitante para a expansão das áreas dos capins BRS Kurumi e BRS Capiaçu. O desenvolvimento da plantadeira de mudas Topa Tudo foi uma resposta a essa demanda.

Como funciona a plantadeira Topa Tudo

A Topa Tudo é um implemento acoplável a tratores de média potência, que permite o preparo do leito do solo com a utilização opcional de um disco sulcador/cortador de palha/solo frontal ou de um escarificador, com profundidade regulável e acionado pela tomada de força do trator, que corta/descompacta a terra para a colocação das mudas, permitindo o plantio direto, sem o revolvimento convencional do solo.

De acordo com a cultivar a ser plantada e do espaçamento planejado, pode ser ajustado o conjunto mecânico para a colocação das mudas. O rotor terá o número de “injetores” de acordo com o espaçamento recomendado para o plantio entre as plantas. A plantadora/transplantadora possui uma linha de plantio. As mudas, colmos ou toletes são colocados em bandejas que são depositadas em suportes metálicos laterais e ficam ao alcance do operador, facilitando o processo de colocação das mudas nos injetores do equipamento. Após o plantio, as mudas são cobertas e apertadas contra o solo por dois rolos movimentados pelo arraste do equipamento.

O equipamento é de fácil manuseio e operação. É estruturada sobre chassi de ferro e é monobloco. É um equipamento de pequena dimensão e que pode ser transportado na carroceria de uma camionete. Não possui engrenagens o que facilita sua utilização sem a necessidade de infraestrutura especial, mão-de-obra especializada ou conhecimento técnico diferenciado. Para a adoção, é necessário a aquisição do equipamento e a utilização de um trator de potência em torno de 65 CV. Sua manutenção, quando necessária, poderá ser feita em pequenas oficinas de reparo.

Onde ela pode ser usada

Ela pode ser empregada em todo o segmento da pecuária nacional, especialmente o de produção de leite e de carne bovina, ovina e caprina, pelos fornecedores de mudas de espécies forrageiras. Também envolve as organizações de pesquisa e de assistência técnica e extensão rural públicas e privadas, empresas fornecedoras de insumos e serviços para esses segmentos. O equipamento pode ser utilizado em todos os biomas nacionais não apresentando restrições para a sua utilização em função das condições climáticas, tipo de solo e topografia. Pode ser utilizado em terrenos previamente preparados ou em terrenos brutos sem prévio preparo. Não há restrições para o uso do equipamento.

Atualmente, o plantio das forrageiras BRS Kurumi e BRS Capiaçu é feito de forma manual. Para o plantio manual de um hectare são utilizadas em torno de 25 mil mudas dessas cultivares e necessários o trabalho de cinco homens pelo período de dois dias, cerca de dez homens por hectare a cada dia. A Topa Tudo realiza o mesmo trabalho com apenas dois operadores: um tratorista e um auxiliar para posicionamento das mudas. A máquina deve beneficiar, especialmente, a agricultura familiar, que sofre carência de equipamentos de mecanização dos cultivos.

Publicidade