MARÇO AZUL: CÂNCER COLORRETAL PODE SER DIAGNOSTICADO GRATUITAMENTE PELO SUS

Com quase 2 milhões de casos por ano, o câncer colorretal é o terceiro tipo mais comum da doença no Brasil e mundo. Apesar de poder levar ao óbito, este tipo de câncer é tratável e curável, tendo como principal forma de prevenção a colonoscopia, oferecida gratuitamente pelo SUS por meio de encaminhamento das Unidades Básicas de Saúde.

Neste março, considerado o mês dedicado à conscientização sobre a doença, a Secretaria de Saúde, por meio da Coordenação de Doenças Crônicas, se une à Liga de Gastroenterologia e Endoscopia Digestiva de Arapiraca (LAGED), composta por discentes do curso de medicina da UFAL, para levar informação à população e incentivar a procura regular dos serviços de saúde para fazer os exames preventivos.

Em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Câncer Colorretal, uma grande ação de educação em saúde será realizada neste sábado (23), a partir das 8h30, na Praça Deputado Marques da Silva. Em 2024, o slogan adotado para mover a campanha é “Médico & Paciente – Parceria que salva! Vamos juntos evitar o câncer de intestino”.

Doença é silenciosa e requer atenção

O câncer colorretal, também chamado de câncer de cólon e reto, normalmente não apresenta sintomas em sua fase inicial, o que reforça a importância de realizar os exames preventivos. A colonoscopia é a principal forma de prevenção e deve ser feita por todo cidadão acima de 45 anos, homem ou mulher.

A idade é o principal fator de risco para a doença, mas caso haja histórico pessoal ou familiar, é importante que o rastreamento seja feito antes. Alguns sintomas que podem surgir são: presença de sangue nas fezes, dores abdominais, dores ao evacuar, diarreia ou prisão de ventre que não passam, perda de peso inexplicável e mudanças no apetite.

Publicidade