Presidente da Asplana participa do debate em Brasília sobre o pagamento de CBIOs por parte das usinas

O presidente da Associação dos Plantadores de Cana do Estado de Alagoas – Asplana, Edgar Antunes, participou do debate sobre o repasse de créditos de carbono – CBIOs do RenovaBio para os fornecedores de cana. O encontro, que faz parte da pauta da Federação dos Plantadores de Cana do Brasil – Feplana, foi realizado em Brasília.

De acordo com Antunes, que faz parte da diretoria da Feplana, essa semana, seria votada, na Comissão de Minas e Energia, o Projeto de Lei (PL) que trata do pagamento dos créditos aos produtores de cana. “Mas as usinas nos chamaram para um acordo na tentativa de negociar e encontrar um denominador comum quanto ao percentual de CBIO a ser pago aos fornecedores”, informou o presidente da Asplana, lembrando que o PL foi originado a partir de uma demanda nacional dos fornecedores.

Segundo o dirigente dos fornecedores de cana de Alagoas, diante da solicitação apresentada pelas usinas, a Feplana optou por adiar a votação na comissão pelo período de 15 dias.

“Estamos pedindo o que é justo. A cana que nós produzimos, temos o direito de receber os créditos de carbono que vem dela. As usinas estão entendo a nossa demanda. Mas, caso não seja fechado um acordo, o projeto vai para votação para que os tramites sigam adiante e seja transformado em lei para que o repasse seja devidamente cumprido”, finalizou.

Publicidade