Mais de 2 mil toneladas de detritos são retirados de córregos em Maceió

Visando minimizar as consequências das chuvas que atingem a capital, além de evitar que o lixo descartado irregularmente pela cidade desague no mar, a Autarquia Municipal de Desenvolvimento Sustentável e Limpeza Urbana (Alurb) vem atuando de forma intensa na limpeza de canais em pontos críticos da capital. Até o final de fevereiro, o órgão já retirou mais de 2 mil toneladas de detritos de córregos da capital.

A quantidade de resíduos retiradas dos canais, que envolve barro, lixo domiciliar, recicláveis e móveis inservíveis, seria suficiente para encher cerca de 170 caçambas, resultando em uma média de 12 toneladas cada. Com o serviço, as águas pluviais encontram mais facilidade para escoar, tornando remotas as chances de alagamentos e intervenções nas principais avenidas, grotas e comunidades ribeirinhas de Maceió.

O diretor-presidente da Alurb, Moacir Teófilo, ressalta o trabalho e as consequências positivas para a cidade.

“Diariamente realizamos a limpeza de vários canais, seja de forma manual ou mecanizada. Essas ações evitam transtornos para a população que reside ou até que transita próximo desses locais, escoando de forma correta as águas pluviais e evitando alagamentos, além de manter o lixo longe de nossas praias ou lagoas”, disse.

Serviços de prevenção

A Alurb já vem atuando de forma intensa desde o início do ano, prevendo o período chuvoso, que inicia em abril. Além da limpeza de canais, a foz do Riacho Salgadinho, na Praia da Avenida, possui equipes de limpeza de forma integral.

“Mapeamos diversos locais que necessitam do serviço e, periodicamente, realizamos essas visitas para executar as atividades. Nossa intenção é fazer do período chuvoso algo que não preocupe as pessoas que residem próximo dos córregos, confirmando que não haverão alagamentos e todos os malefícios causados por eles”, completou Teófilo.

Publicidade