Prefeito diz que vai recuperar igreja tombada como patrimônio, porque o Estado não honrou com sua obrigação

Devido o governo de Alagoas não ter honrado até agora, conforme teria prometido e sua obrigação, foi que na última quinta-feira, 21, a Câmara de Vereadores de Santa Luzia do Norte/AL aprovou um projeto do prefeito Márcio Lima (PP) que visa à recuperação da histórica igreja matriz da cidade. O prédio, que este ano completa 370 anos, teve seu teto e parte de sua estrutura desabados há um ano e seis meses. A igreja de Santa Luzia de Siracusa foi tombada como patrimônio histórico pelo Estado em 1985, via Secretaria Estadual da Cultura, o que impedia o município então de interferir em sua recuperação.

No entanto, o projeto aprovado pela Câmara de Vereadores permitirá agora que o município utilize recursos próprios, a fim de realizar as obras necessárias. “Há 39 anos a igreja matriz de Santa Luzia do Norte já havia sido tombada por sua importância cultural. No entanto, o compromisso do Estado em realizar a recuperação não foi cumprido, levando o município a tomar essa iniciativa”, comentou o prefeito Márcio Lima.

Com a aprovação do projeto, diz o padre Luciano Magno Soares, a cidade poderá preservar e valorizar seu patrimônio histórico, garantindo a segurança e a conservação da casa religiosa. “Essa recuperação é de extrema importância para a comunidade local, que tem na igreja um símbolo de sua história e identidade. A iniciativa da Câmara de Vereadores e do prefeito Márcio Lima demonstra o comprometimento com a preservação do patrimônio cultural da cidade, sobretudo garantindo que as futuras gerações possam desfrutar desse importante marco histórico”, destacou o religioso.

Publicidade