Socioeducandos de Alagoas participam de curso para cultivo de hortas

Adolescentes que cumprem medidas socioeducativas na Unidade de Semiliberdade de Rio Largo estão participando do curso de cultivo e produção de hortas, ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Eles fazem parte do Programa Jovem Aprendiz, que visa preparar os socioeducandos para o mercado de trabalho, possibilitando que eles retornem à sociedade com novas perspectivas.

A iniciativa é fruto de uma parceria entre o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), Ministério Público do Trabalho, Superintendência Regional do Trabalho em Alagoas e Usina Santo Antônio.

Para o superintendente de Medidas Socioeducativas da Seprev, Otávio Rêgo, o Programa de Jovem Aprendiz é uma oportunidade de transformar a vida de jovens e adolescentes oriundos do sistema socioeducativo.

“A qualificação profissional é fundamental para mostrarmos aos nossos jovens que há um caminho diferente a seguir e que eles podem construir um futuro melhor, longe do ato infracional. Com esse pensamento, o Governo do Estado oferece não apenas uma profissão, mas a oportunidade de uma vida digna e produtiva”, afirmou o superintendente.

O curso de horticultura é composto por módulos teóricos e práticos. Os adolescentes aprendem sobre preparo do solo, plantio, irrigação, manejo de pragas e colheita, além de noções de empreendedorismo e sustentabilidade. As aulas são realizadas em um espaço adaptado dentro da unidade, onde eles podem aplicar diretamente os conhecimentos adquiridos.

“Os adolescentes estão envolvidos na produção e já colhem os frutos deste trabalho. Nossa expectativa é que, após a conclusão da medida, eles possam utilizar as habilidades adquiridas aqui para ingressar no mercado de trabalho ou iniciar o próprio negócio na área de horticultura”, finalizou Otávio Rêgo.

Publicidade